Cães idosos


Com o passar dos anos e a evolução da medicina veterinária, a expectativa de vida dos cães vem aumentando. Hoje, é comum encontrarmos cães com mais de 7 anos.

Mas afinal, quando um cão é considerado idoso?

A reposta é depende. Os cães de raças menores tendem a envelhecer mais devagar, por conta de seu metabolismo. Neste casos, é comum que eles cheguem à velhice entre 9 e 13 anos. Ao passo que um cão de grande porte já pode ser considerado idoso a partir dos 6 anos. De maneira geral, podemos considerar que os cachorros começam a envelhecer aos 7 anos de idade.

A partir desta idade é preciso cuidar ainda mais da saúde do seu cãozinho, é preciso prestar atenção às mudanças de comportamento elas podem indicar o início de problemas de saúde. Ao atingir a terceira idade é recomendável visitar o veterinário não apenas uma vez ao ano para as vacinas, mas sim pelo menos uma vez a cada 6 meses, a fim de prevenir e, se for o caso, tratar as doenças comuns da terceira idade.

São comuns nessa idade doenças como a insuficiência renal crônica, a insuficiência hepática, diabetes, câncer e insuficiência cardíaca. As primeiras podem ser diagnosticas por meio de exames de sangue e urina. O câncer, através de palpação ou radiografias e a insuficiência cardíaca é diagnostica através de auscultação, radiografia ou eletrocardiogramas. Portanto, se um cão idoso estiver doente e durante a consulta não for diagnosticada nenhuma dessas doenças já é um bom sinal. Uma vez diagnosticadas precocemente, o tratamento será sempre mais eficaz.

É importante também lembrar que a partir de uma certa idade, em especial nos animais de pequeno porte, o tártaro dentário tende a acumular-se entre os dentes e as gengivas causando a periodontite ou doença gengival.

Com a evolução do tártaro, aumenta o mau-hálito (o primeiro sintoma que os donos percebem), a infecção bacteriana e a queda progressiva dos dentes. A principal consequência, fora a queda dos dentes é que as bactérias podem invadir a corrente sanguínea através de hemorragias e isso pode conduzir a infecções generalizadas, atacando especialmente os rins, fígado e o coração.

Para prevenção destes problemas, a visita ao veterinário é a melhor opção.

Além do problemas de saúde, a idade também traz debilidades físicas para os cães. Se o animal foi acostumados a atividades específicas – como ir à parques, fazer truques e brincadeiras – é importante que continue podendo exercê-las mesmo depois de certa idade. As brincadeiras como correrias e jogos de bola, normalmente devem ser adaptadas à terceira idade. Não é preciso parar de jogar a bolinha para o seu cão, mas talvez seja melhor jogá-la mais perto e menos vezes.

De todos os cuidados que devemos ter com os cães idosos, continuar amando-os é o mais importante de todos, não o o deixando de lado nem descuidando-se dele agora que ele já não está tão lindo e disposto quanto na sua infância. Afinal, ele sempre foi fiel e lhe dedicou toda uma vida. O mínimo que você deve fazer é cuidar para que a sua velhice seja a melhor velhice possível.

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *